Como evitar mordidas de cães


A maioria dos ataques e mordidas de cães ocorrem em casa. Muito provavelmente, o melhor amigo de quatro patas não pretendia machucar alguém, mas as vezes ele pode se deixar levar durante um momento e acidentalmente morder.

Outros cães, especialmente os de raças menores, podem morder para chamar a atenção. Ja os filhotes podem morder para aliviar o incomodo quando os dentes estão nascendo. Aqui estão algumas dicas para reduzir as chances de ser mordido.

  • Evite jogos agressivos.

Se você começar uma “luta”, como um cabo-de-guerra, ou mesmo um jogo particularmente enérgico de rolar, puxar e/ou apertar com o seu cão, você pode ser acidentalmente mordido. Lembre-se, seu cão usa a boca para prender coisas. Se você está lutando, isso pode significar o seu braço ou perna. Seu cão deve também aprender um comando como “larga”, o que é especialmente útil durante uma brincadeira com bolinhas e que você não precise arrancar a bola de dentro da boca dele – o que pode ser uma boa maneira de ferir um dedo.

  • Ensine comportamento submisso.

Seu cão deve ser treinado desde cedo para desistir de alimentos sem rosnar ou morder, deitar de costas e expor a barriga, e outros comportamentos submissos. Se o seu cão sabe que você é o líder da matilha, você vai ser capaz de parar todos os comportamentos indesejáveis ​​ou perigosos quando ocorrerem.

  • Castramento.

Não só isso é uma boa idéia para o controle da população, mas também reduz a agressividade em cães.

  • Vacine seu cão.

A coisa mais triste que pode acontecer é se o seu cão se tornar agressivo porque contraiu raiva. Visite o veterinário regularmente e certifique-se de que a vacinação do seu cão contra a raiva e outras doenças esta atualizada. Enquanto seu cão envelhece, ele também pode ser propenso a demência ou outras doenças degenerativas que podem causar um comportamento agressivo. O seu veterinário pode ajudá-lo com o seu diagnóstico e tratamento.

  • Não deixe seu cão sozinho com bebês ou crianças pequenas.

Deixar cães e bebês sozinhos pode ter consequências trágicas. Existem muitas histórias horríveis de crianças atacadas por um animal de estimação da família. O mais provável é que não foi um ataque, mas o cão tentando brincar com o bebê ou imitando algo que ele viu o pai fazer. Ou as vezes, se defendendo de um puxao no rabo ou em alguma outra parte que o incomode.

Nós vemos os cães carregarem seus filhotes pela nuca. Porem, com um bebê, isso pode ser fatal. Crianças também são propensas a morder ou bater nos cães, ou ainda tentar montá-los como um cavalo, o que também pode provocar uma mordida. Mesmo que você só saia da sala por um minuto ou dois, você estará proporcionando uma situação perigosa. Portanto, sempre fique por perto e observe a criança enquanto ela brinca com o cão.
Seu cão ja mordeu alguém? Ou você já foi a vítima de uma mordida de cão? O que aconteceu? Compartilhe a sua experiência com a gente nos comentários.

Dermatites e Outros Problemas de Pele


O que são dermatites e como podemos detectá-las?
Uma dermatite é uma condição que envolve uma área de pele que se tornou inflamada e infectada. A pele afetada muitas vezes aparece como um inchaço, área úmida, avermelhada e que é dolorosa e causa muita coceira para o cão. A perda de pelos também pode ser vista. Geralmente, o cão ira lamber e coçar continuamente a área afetada, fazendo com que surjam feridas e sangramentos na pele.

O que fazer e como prevenir?
Tudo o que provoca comichão na pele pode conduzir ao desenvolvimento de dermatites nos cães. Alguns gatilhos comuns são atopia (alergias a coisas no ambiente, tais como gramíneas, árvores, ervas daninhas, ácaros, etc), alergias alimentares, pulgas, ácaros, picadas de insetos e feridas na pele. A infecção bacteriana da pele (tipicamente causada por estafilococos) pode se desenvolver também, tirando partido da pele inflamada e danificada. A infecção é frequentemente profunda na pele do cão e causa, além do aspecto  de ferida úmida, um odor forte característico presente.

Como são tratadas as dermatites?
O objetivo do tratamento é eliminar a infecção bacteriana, aliviar a coceira e a dor, além de identificar e remover os gatilhos subjacentes, se possível. Os pelos em torno da dermatite do cão geralmente são cortados para permitir a limpeza inicial da área e a aplicação de medicações tópicas. O tratamento tópico com sprays, cremes ou pomadas para matar as bactérias e ajudar com a dor e a inflamação são frequentemente utilizados. Os antibióticos orais são geralmente prescritos para um curso de três a quatro semanas e às vezes mais. Muitas vezes, um curso curto de corticosteróides (ou seja, prednisona) é dado para aliviar a coceira e dor devido à inflamação. Os anti-histamínicos, também pode ser usado para ajudar com comichão.

Lembre-se de procurar ajuda veterinária logo que identificar alguma feriada ou coceira no seu animal de estimação. Quanto antes iniciar um tratamento, mais rápido seu cão ira melhorar, evitando sofrimento e problemas mais graves.