Oliver, Eterno Amigo Fiel

Em janeiro de 2003, nascia o Oliver. Um Golden Retriever, sem pedigree, mas de um coração e de uma pureza que eu provavelmente nunca mais encontrarei igual. Quando chegou em casa, com cerca de 90 dias de vida, era um filhote que cabia na palma da minha mão. Quem diria que aquele filhote esperto e curioso seria um dia um adulto com mais de 40 kg, imponente, atento e muito disciplinado.

Oliver sempre foi muito disciplinado. Atento a tudo que acontecia ao seu redor, gostava de “tomar conta” do seu território. Era sempre ele que ouvia algo diferente primeiro, que dava o alerta e que se mostrava muito protetor. Ao mesmo tempo, era um cão muito carinhoso, o que fazia com que minha esposa se referisse a ele como o “bebezão”.

Muito difícil escrever um post para falar tudo que o Oliver significou e vai continuar significando para mim. Impossível não lembrar do seu jeito serio mas ao mesmo tempo carinhoso e fiel. Infelizmente, depois de 11 anos e 1 mês, perdi a companhia do Oliver. Mas com certeza ele sempre estará comigo no meu coração e nas minhas lembranças de tudo que passamos juntos nesse tempo. So me resta desejar que ele descanse em paz e ficar com as lembranças daquele cão companheiro que me ensinou muito coisa.

 

ImagemImagemImagemImagem

Anúncios

4 respostas em “Oliver, Eterno Amigo Fiel

  1. Olá, o que houve com o Oliver? Sinto muito…tenho um golden retriever de 1 ano e 8 meses, e tem epilepsia, estou muito nervosa, hj ele teve uma crise forte…o Oliver tinha epilepsia, como conviveu com isso?

    Curtir

    • Olá Larissa.

      O Oliver tinha epilepsia. A primeira crise começou quando ele já tinha por volta de uns 9 anos. Até então ele nunca tinha apresentado nada e era um cão muito saudável e ativo. Mas depois da primeira, continuou tendo outras crises periódicas. Levei a alguns veterinários que fizeram vários exames mas não identificaram o motivo. O tratamento foi à base de Gardenal, que aliviou mas não cessou por completo. A medida que as crises aconteciam, a condição física dele também foi piorando, perdendo peso, ficando com mais dificuldades motoras e até visuais. Procurei dar o máximo de conforto e qualidade para ele, mas nós ultimos meses, realmente a condição dele já era bem ruim. No final das contas, ele lutou até quando deu e faleceu com 11 anos e 1 mês.
      Desejo muita luz para vc e seu cãozinho. Procure por um veterinário experiente e que possa lhe orientar bem a respeito. E não desista nunca do seu cão pois vc é tudo que ele tem.

      Abraços!
      Gustavo

      Curtir

  2. Ola! Sou casada e moramos num apartamento de 100m. Pretendemos ter nosso 1° filho em 2015. Mas sou louca por cachorro grande. Fiz uma pesquisa e percebi que o perfil pelo qual me identifiquei muito foi o golden retriever. Meu marido e eu trabalhamos fora e nao temos empregada. Motivo pelo qual a minha ideia eh passear com ele na rua todos os dias, mas ensina—lo a fazer suas necessidades em casa. Gostaria de saber sua opiniao por conta de sua experiencia.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ola! Sou casada e moramos num apartamento de 100m. Pretendemos ter nosso 1° filho em 2015. Mas sou louca por cachorro grande. Fiz uma pesquisa e percebi que o perfil pelo qual me identifiquei muito foi o golden retriever. Meu marido e eu trabalhamos fora e nao temos empregada. Motivo pelo qual a minha ideia eh passear com ele na rua todos os dias, mas ensina—lo a f

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s