Lipoma

Algumas semanas atrás, percebi um certo volume sobre a pele do Oliver, na região das costelas, no lado direito do corpo. Era uma massa relativamente macia, que não provocava nenhuma dor nele e que se deslocava um pouco sobre a pele. Entrei em contato com o veterinário dele e ele pediu para observar por algum tempo se iria diminuir ou sumir. Caso isso não acontecesse, eu deveria levá-lo para uma consulta mais detalhada.

Fiz isso por umas duas semanas e como o nódulo não diminuiu, o Oliver foi fazer uma visita à UFMG, onde o veterinário dele atende. O primeiro diagnóstico foi de que tratava-se de um LIPOMA. 

Um lipoma é um tumor subcutâneo benigno, caracterizado pelo aparecimento de uma massa subcutânea bem definida e circunscrita. Trata-se de uma massa não dolorosa, que não está relacionada com quadros infecciosos, nem com perda de pêlo. Estas formações podem surgir em qualquer parte do corpo, sendo, no entanto, mais frequente no tronco e membros anteriores (axilas). É caracterizado por um crescimento lento e consistência semelhante a borracha, pode ser individual ou múltiplo.

É bastante comum em cães idosos e de meia-idade, as fêmeas idosas e com excesso de peso apresentam uma maior predisposição para este problema. Algumas raças, tais como Doberman Pinschers, Schnauzers miniatura e Labrador Retrievers, podem ser consideradas grupos de risco. Pode surgir em gatos, embora se trate de uma situação relativamente rara.

A recomendação foi de que deveria ser retirado e marcamos então uma cirurgia para o Oliver. Ele coletou o sangue para fazer um exame de risco cirúrgico e poucos dias depois me ligou falando que deu tudo Ok e que a cirurgia então estava confirmada.

No dia 03 de junho levei-o à clínica onde a cirurgia foi realizada. Demorou em torno de 1h e o veterinário informou que foi um sucesso. Perguntei se ele confirmava que era mesmo um Lipoma e ele disse que pelas características, tinha tudo para ser realmente. Mas que iria mandar para um exame de laboratório, onde seria confirmado.

O Oliver está se recuperando muito bem da cirurgia. Na verdade, nem parece que passou por uma. Somente no primeiro dia, onde ainda estava sobre efeito da anestesia, é que ele ficou mais quieto. Depois disso, continuou sendo o Oliver de sempre: agitado, bagunceiro e atento. Tanto que teve um pequeno inchaço na região onde foi feita a remoção e o veterinário recomendou compressa de água morna, voltar com a faixa e repouso (esse último item é quase que impossível no caso do Oliver).

Bom pessoal, fiquem atentos aos seus cães, principalmente quando começam a caminhar para a terceira idade. É nessa época que algumas situações começam a se manifestar com mais frequência. Abaixo deixo umas fotos do Oliver operado!

Fazendo um pouco de dramaDaí saiu o lipoma...

Anúncios