Cão em apartamento: Ter ou não ter, eis a questão!

Hoje em dia é muito comum conhecermos alguém que cria um animal de estimação, geralmente um cão ou um gato, em apartamento. Esse movimento acontece principalmente pela verticalização dos grandes centros urbanos e também pelo aumento da proximidade do homem e do animal de estimação. E, com isso, é cada vez mais comum escutarmos alguém comentando que cria cães de grande porte em apartamento. Eu mesmo sou um exemplo dessa situação, já que eu e minha esposa moramos num apartamento tipo cobertura com mais dois Golden Retriever, que são cães de grande porte. E então fica sempre a pergunta: dá pra criar mesmo um cão de grande porte em apartamento?

Bom, a minha resposta é: depende! Mas depende do quê, vc deve estar se perguntando… do espaço? do condomínio? da raça?! Não… eu digo que depende do quanto você realmente gosta de um cão! Criar um cão em apartamento não é somente uma questão de espaço ou de passear com o animal 3 vezes ao longo do dia. Nem tão pouco é uma questão de convivência com os vizinhos ou de simplesmente dar mais atenção e carinho ao cão. Criar um cão de grande porte dentro de um apartamento é uma questão de sacrifício, tanto para o dono, quanto para o próprio cão.

Em primeiro lugar, um animal precisa de espaço suficiente para suas necessidades, sejam elas físicas, fisiológicas ou emocionais. Criar um animal em um espaço confinado, sem ter como exercitá-lo, é algo que irá trazer enormes prejuízos ao bom desenvolvimento dele. Além disso, deixá-lo restrito ao ambiente do apartamento fará dele um cão antisocial e com problemas de relacionamento com outros cães e pessoas. Existe também a questão das normas do prédio e a convivência com os vizinhos. Por lei, não há como proibir que um condômino crie um cão dentro de seu apartamento, a não ser em três situações básicas:

  1. O cão é uma ameaça à integridade física das pessoas (e aqui alguns juízes podem entender somente a questão do porte, sendo então que um cão maior, como um Golden, poderia ser uma ameaça);
  2. O cão oferece risco à saúde dos demais condôminos;
  3. Causa prejuízo ao sossego dos demais moradores;

Voltando ao meu exemplo, meus dois cães não se enquadram em nenhum dos itens acima, mas nem por isso significa que não tive alguns problemas com os vizinhos. No início, houve um pouco reclamação, mas na base da conversa e do bom senso, chegamos a um acordo e hoje tudo corre bem no prédio. Portanto, é um direito seu ter um animal de estimação dentro do seu apartamento, mas antes certifique-se que seu cão não se enquadra em nenhuma das três situações listadas acima e que seus vizinhos não tornaram a sua vida um inferno.

Além de todas as questões discutidas acima, existe uma outra também muito importante e que só conseguimos quantificar na prática, ou seja, experimentando tal situação. Essa questão é o dia-a-dia! E considero como uma das mais importantes a serem levadas em consideração na hora de optar por ter um cão em apartamento. Para facilitar o entendimento, vou descrever algumas situações que acontecem comigo e com minha esposa:

Trabalhamos fora o dia inteiro, ou seja, saimos de casa juntos por volta de 06h40 da manhã e só retornamos por volta das 18h00. Geralmente, eu chego primeiro e por isso sou eu quem geralmente vai fazer a “manutenção”: colocar os cães na área externa do apartamento, recolher algo que eventualmente eles possam ter espalhado pela casa, varrer os pelos, trocar a água e limpar algum xixi que, por mais educados que sejam, as vezes escapa fora do lugar. Depois disso, subo, solto os dois e vou recolher os “presentes” deixados na cobertura. Depois de recolhido, é hora de lavar todo o local. Feito isso, volto para dentro do apartamento, coloco a ração dos dois e somente então é que tenho tempo para tomar um banho e trocar de roupa. Mas ainda falta escovar o pelo deles e preparar para dar uma volta na rua. Lembre-se que eu trabalhei o dia inteiro e depois gastei mais uma hora para fazer tudo isso aí. Só que ainda falta passear com eles… Outra situação: você recebe uma visita inesperada e a sua casa está cheia de pelos, coisas espalhadas, pelos por todas as partes e, na pior das hipóteses, um “presente” bem no meio do tapete da sala! Pois é, a visita foi inesperada, mas a situação não é das mais agradáveis.

O objetivo desse post não foi desanimar ninguém que esteja pensando em criar um cão maior dentro de um apartamento. Na verdade, criar um animal de estimação, seja ele qual for, exige dedicação, tempo, carinho, investimentos e muita, mas muita paciência. E no caso de um apartamento, tudo isso é exigido em dobro! Portanto, pense bem antes de se decidir: como eu disse lá no início, é um grande sacrifício, mas se você realmente ama seu animal de estimação, vale muito a pena!

Anúncios

12 respostas em “Cão em apartamento: Ter ou não ter, eis a questão!

  1. Também criamos uma Golden numa cobertura. Aqui nosso esquema é: 6h da manhã levamos pro primeiro passeio na rua, pra liberar o xixizão que se acumulou de noite e algum presentinho também (mais raro esse horário). Nossa secretária chega às 8h, e recebe os vencimentos reforçados justamente porque colocamos os cuidados com a cachorra como obrigatórios. O que nem é sofrimento, elas se dão muito bem, é nítido o carinho entre as duas hehe. Então enquanto trabalhamos, nossa Ariel passa o dia com a secretária, acompanhando ela de cômodo em cômodo durante a limpeza, com espaço pra uns afagos no processo hehe. Ela coloca comida nos horários determinados e água sempre que necessário. Às 16h o bairro já está todo na sombra, então a secretária a leva pra o segundo passeio do dia (novamente Ariel faz suas necessidades – xixi na grama, e o cocô recolhemos naqueles saquinhos de pet shop). 17h a secretária vai embora, e é quando ela fica sozinha, até chegarmos do trabalho, entre 19h e 20h. Ela fica quietinha cochilando, raramente apronta. Por volta de 20h30 vamos ao terceiro passeio do dia, esse mais longo, pra ajudar a gastar energia. Jantamos (ela também, pra se distrair e noa deixar comer algo hehe), vemos algo na TV, brincamos com ela de jogar a bolinha e de cabo de guerra (ela adora), ficamos fazendo carinhos e curtindo a figuraça que ela é. Entre 23h e meia noite rola o quarto e último passeio do dia, pra esvaziar a bexiga (e o que mais estiver cheio) antes de dormir.

    2 vezes por semana ela passa o dia inteiro numa creche para cachorros muito bacana. Brinca, corre, toma banho de piscina, interage com outros cães, tem monitor lá que passa o dia inteiro jogando a bolinha hehehe. Ela ama o local, sai do carro voando querendo entrar logo. Nesses dois dias semanais da creche ela volta absolutamente morta de cansada, são os dois dias em que temos mais tempo pra gente de noite. Ah, e já volta tomada banho, unhas cortadas, tosa higiênica, essas coisas. Lá tem veterinários também.

    E, por fim, nos fins de semana sempre procuramos levar pra um passeio diferente, seja numa praça, parque ou praia.

    Então é isso, dá trabalho e é dispendioso, mas ela parece ser muito feliz, não cria problemas, não manifesta qualquer tipo de ansiedade, irritação, frustração, nada. Sempre rola aquela havaiana mastigada, aquela baba no sofá, aquela almofada destruída, mas isso é normal hehehe. Fazemos tudo o que está a nosso alcance para ela ter a vida mais legal possível. E só de olhar a carinha dela me derreto todo… 😉

    Curtir

  2. Oi,

    Decidi criar uma golden dentro do apto e estou muito feliz! 🙂 Ela chegou no domingo (hoje e terça) e só depois da chegada que notei uma coisa: a sacada. Há perigo de ela pular será?
    Quem tem golden em apto aí, me dá alguma dica? ^

    Obrigada!

    Curtir

    • Ola.. eu fiz uma pergunta a pouco mais de um ano aqui porque tinha duvidas sobre criar um golden em um apt. Hoje, 1 ano e 4 meses depois tenho 2 goldens… e realmente é dificil, mas se organizando é fácil, exercitando, socializando, enfim, quanto a sacada, no meu apt tb tem uma varanda que o vidro bate um pouco a baixo do peito, mas sinto segurança deles ficarem la, pq desde cedo o ensinei a nao subirem na mureta. Mas se vc nao tem tempo e paciencia pra ensinar coloque aquelas telas que aguentam um peso grande. E seja feliz..
      Abraço

      Curtir

  3. Oi gustavo,

    tudo bem? sempre fui apaixonado por caes especialmente golden retriever. Nunca os tive pois moro a 14 anos em um apartamento pequeno e sozinho.
    Entretanto estou me mudando para um apartamento bem maior (180 m²) que é inclusive uma cobertura com piscina (sei que essa racas adora agua). Ja li muito a respeito de que espaco nao seria problema desde que leve o cão para passeios diarios

    Isso nao seria problema para mim. O problema que vejo é o tempo em que o cão passará sozinho. Saio geralmente as 9:30 de casa e só retorno as 20:00 da noite…
    Tenho tempo e disciplina pra leva-o pra passear diariamente antes de sair de casa porem essas mais de 10 horas ele teria que ficar sozinho em casa.

    O que voce me recomenda? desisto de cria-lo ou teria meios de amenizar esse tempo que ele fica sozinho? ja vi sugestoes de criar um casal mas acho que o trabalho seria dobrado ja que moro sozinho

    Curtir

  4. Acho que o direito de todos devem ser respeitados. Se eu fumar na frente do seu apartamento v. que não fuma vai gostar de por acaso sair na hora? Eu não gosto de cachorro e daí? Será que todos tem que gostar de cachorro porque a sociedade empurra que cão é o melhor amigo do homem? E o meu gosto? Eu não sou obrigado a sentir odor de cachorro, latido de cachorro, cão pulando na minha perna. Eu gosto de música, isso me dá o direito de aumentar o volume do som? COMPREM UMA CASA COM QUINTAL E VÃO CURTIR O SEU CACHORRO!!!

    Curtir

    • Olá Alexandre!
      Vc está corretíssimo, mas somente na sua primeira frase: “o direito de TODOS deve ser respeitado.”
      Sendo assim, respeite também o direito de quem quer ter cão em apartamento e tudo ficará bem para TODOS.
      Curta a sua música dentro do seu apartamento e deixe quem gosta de cão curtir o cão dentro do apartamento dele…

      Um abraço.
      Gustavo Teixeira

      Curtir

    • meu caro Alexandre, se você acha que os direitos de todos devem ser respeitados porque isso não se aplicaria com cães, afinal ter cães também é um direito e então respeite os direitos de quem ter ter cão no apartamento.

      Curtir

  5. Muito legal o texto!! me identifiquei em varios aspectos! 😀 ja tive caes de grande porte mas quando morava em uma casa, moro em um apartamento simples e pequeno..sem grandes proporcoes! Gosto muito de Golden R. e talves adquira um, mas to buscando informações tambem… como você falou.. vc trabalha o dia inteiro por sinal sai a mesma hr que eu e volto praticamente as 18:30 … sera que um cão ficaria tranquilo em casa esse tempo todo ausente?? esse é meu maior medo ou incerteza quanto a ter um… pois sei das minhas obrigações como um cão deste porte.. de sair, educar, exercitar, ter paciencia, enfim.. a questão mais sobre ele ficar sozinho??? o que você me diria sobre isso??? Obrigado pela atenção.

    Att.
    Caio Cesar

    Curtir

    • Olá Caio.

      Olha, essa questão de cão em apartamento, ainda mais quando o dono fica muito tempo fora, é realmente bem complicada. Hoje eu diria, baseado na minha própria experiência, que não teria. O Golden é um cão que gosta de companhia e por isso deixá-lo sozinho por muito tempo poderá estressá-lo e deprimi-lo. Além disso, precisam de muita atividade física. Portanto, pense com muito carinho a respeito disso e veja se realmente teria condições nesse momento de suprir as necessidades que ele irá demandar. Espero ter ajudado…

      Um abraço,
      Gustavo Teixeira

      Curtir

  6. Ri um bocado com seu texto! Tenho um Golden de dois anos e moramos em apartamento também. Às vezes é uma loucura, mas a recompensa é receber aquela carinha doce se enroscando em você depois de todo o cansaço!!!:)

    Curtir

    • Olá Carolina. Que bom que se divertiu com o post.

      Só mesmo quem passa por essa situação é que sabe como é criar um cão do porte do Golden em apartamento.
      Mas mesmo com todo o trabalho e problema que isso trás, vale muito a pena, não vale?!

      Um abraço!
      Gustavo Teixeira

      Curtir

  7. Pingback: golden retriever apartamento « animais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s